Portugaltunas - Tunas de Portugal

III Tej&Tunas
/5 ( votos)

III Tej&Tunas

Reportagem

Realizou-se, nos passados dias 15 e 16 de Novembro, o III Tej&Tunas - Festival de Tunas Femininas, com organização da Est'eS La Tuna Feminina, a Tuna Feminina da Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa. Após quatro anos de interregno na organização de festival, a expectativa era elevada.
 
Assim, durante a noite de 6.ª feira e a tarde de Sábado, realizaram-se várias actividades visando o convívio entre a tuna da casa e as tunas convidadas: a Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa - Porto, a Tunassa - Tuna Feminina do Instituto Superior de Agronomia (Lisboa), a Barítuna - Tuna Feminina da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, a Estudantina Feminina de Coimbra e, ainda, como tunas extra concurso, a Est'eS La Tuna Masculina e a Luz&Tuna - Tuna Masculina da Universidade Lusíada de Lisboa.
 
No Sábado, com um auditório muito bem composto por público muito participativo, o tema "África", ao qual esteve subjacente todo o festival, estava bem representado no seu palco. Com apresentação a cargo de elementos da organização, pouco passava da hora prevista quando se deu início ao espectáculo.

As honras de abertura estiveram a cargo da Est'eS La Tuma Masculina que, com 17 elementos em palco, ofereceram uma actuação muito animada, iniciando com o seu Hino, revisitando depois temas bem conhecidos de outras tunas, que proporcionaram uma óptima interacção com o público presente: "Fado do Super Zé", "Balada dos Anzóis", "Madalena" e "Assim mesmo é que é".

De seguida, apresentou-se a primeira tuna a concurso da noite. Com 22 elementos em palco, a Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa - Porto deu início à sua prestação com "Água de Beber", prosseguindo para "Corre", uma música bem animada onde as suas pandeiretas deram cartas. De seguida, a solista interpretou "Jura", passando seguidamente para o instrumental. Desta feita, mais um fado e o término com "Más que Nada". A fasquia ficava já num nível bem elevado, numa apresentação original de uma viagem por África, com uma sonoridade muito característica do Porto e numa actuação completa.

A Barítuna foi a tuna que se seguiu. Com 12 elementos em palco, apresentaram uma actuação de temas originais, com interlúdios que contagiaram o público subordinados ao tema do festival. Assim, iniciaram a sua actuação com "Tunante até morrer", prosseguindo para uma serenata, de seu nome "Capa Traçada". Em seguida, foi a vez de interpretarem o seu "Hino Novo", dando este tema lugar a um tema de solista, "Te cantaré". Finalizaram a sua prestação, já com antigos elementos em palco, com o tema "Hino Velho".

Após um breve intervalo, foi a vez da Tunassa se apresentar em palco, com 15 elementos "adornados" com símbolos africanos. A sua actuação teve início com o tema "Vai Rapariga", prosseguindo para a serenata "É por ti". De seguida, a Tunassa interpretou dois temas de solista: "Dizer que Não" e "Lisboa, meu Amor". Finalizaram a sua prestação com o tema "Tunassa", o seu hino, e com o grito académico adaptado ao tema do festival, naquela que foi uma actuação muito animada.

Para finalizar as tunas a concurso, subiu a palco a Estudantina Feminina de Coimbra, numa estreia em festivais a concurso. Com 33 elementos em palco, iniciaram a sua actuação num pequeno apontamento musical, tendo em vista o tema "África". De seguida, presentearam o público presente com "A Gente não Lê", um tema de solista, prosseguindo para o original "Cantor", com destaque para as pandeiretas que, num espaço confinado, conseguiram uma excelente prestação. De seguida, interpretaram-me "Besa-me Mucho", na voz de solista, e o seu instrumental. Para finalizar, e após um breve trecho de "Passou por Mim e Sorriu", dos Deolinda, interpretaram "Um Contra o Outro", do mesmo grupo. Houve, ainda, espaço para o grito académico, após uma prestação muito bem conseguida, com destaque para a qualidade dos arranjos vocais e instrumentais e respectiva execução, que deixa antever um futuro muito promissor a este grupo ainda jovem.

Enquanto o júri deliberava a atribuição de prémios, subiu a palco a Luz&Tuna. Com 30 elementos em palco, apresentaram o seu habitual repertório, que nunca defrauda expectativas: iniciaram, assim, com "A Guerra é a Guerra", prosseguindo para "Fado do Alentejo". De seguida, foi a vez do instrumental "Variações em Ré Menor" e do sempre apoteótico "Senhores da Guerra". A Luz&Tuna despediu-se com o original "Canta Lisboa", com a qualidade que lhe é habitual, desta feita num registo mais descontraído.

Para finalizar, foi a vez da EST'eS La Tuna Feminina entrar em palco, numa actuação muito aguardada por todos os presentes. Após os agradecimentos da praxe, deram início à sua actuação, com "Barco Negro", cuja solista se destacou pelo seu timbre; de seguida, num animado "Hino a Lisboa", foi a vez das pandeiretas e estandarte darem brilho ao tema. "Canção do Engate" o tema, também de solista, que se seguiu, para dar lugar a "Barco à Vela". Posteriormente, já com as caloiras e antigos elementos em palco, interpretaram o seu "Hino". Mais uma tuna promissora, que tem apresentando evolução nos últimos tempos, e que organizou um festival de qualidade, pese embora o som se tenha revelado muitas vezes um revés para todas as tunas presentes.

Assim, o júri, constituído por:

João Pedro Silva - Director de Serviços da ESTeSL
Aida Carolo - Membro da EST'eS La Tuna Feminina
Hugo Barrento - Membro da EAISEL/TDUP; ex-ensaiador da EST'eS La Tuna Feminina
Daniela Varela - Vocalista dos Flor de Lis

Deliberaram:

Melhor Solista - Estudantina Feminina de Coimbra
Melhor Pandeireta - Estudantina Feminina de Coimbra
Melhor Instrumental - Estudantina Feminina de Coimbra
Melhor Porta Estandarte - Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa - Porto
Melhor Adaptação ao Tema - Tunassa

Melhor Tuna - Estudantina Feminina de Coimbra 

Foi ainda entregue o prémio de Tuna mais Público (votado pelo público presente) à Tunassa e o prémio de Tuna Mais Tuna à Barítuna (votado pela tuna organizadora).

A festa-convívio prosseguiu noite dentro.

O Portugaltunas agradece a disponibilidade da EST'eS La Tuna Feminina pela colaboração.

Parceiros